Textos

          COTOVIA
 
Livre és, Cotovia!
Cortando os ares,
raio de luz contra o azul.
 
Livre és, Cotovia!
Não te quero aqui,
a encantar-me e envolver-me em felicidade.
 
Quero-te nos milharais,
sobrevoando os leitos dos rios.
 
Quero-te espalhando beleza,
semeando em nós o desejo de liberdade.
 
NOTA: O Indriso é um poema criado pelo poeta espanhol Isidro Iturat, que atualmente reside em São Paulo (Brasil). O poeta publicou seu primeiro Indriso em 2001. É assim formado:
1. possui dois tercetos e dois monósticos;
2. admite qualquer tipo de rima e de métrica, assim como versos brancos.



               
LuciaArmenioLeal
Enviado por LuciaArmenioLeal em 21/02/2018
Alterado em 21/02/2018


Comentários


Imagem de cabeçalho: jenniferphoon/flickr