Textos



Abre os braços para mim, Grande Mãe!
Afaga-me.
Dá-me o cheiro da terra molhada,
banha-me na delicadeza do orvalho.
Dá-me a lua cheia
a confundir-me os passos,
a enfeitiçar-me os olhos,
a embaralhar-me as palavras.
Abraça o meu corpo e beija os meus lábios,
ó brisa perfumada!
Abranda-me o olhar.
Pacifica-me...



                    
LuciaArmenioLeal
Enviado por LuciaArmenioLeal em 10/01/2018
Alterado em 10/01/2018


Comentários


Imagem de cabeçalho: jenniferphoon/flickr